Municípios se unem para criação de aterro sanitário

0

Os municípios de Tomé-Açu, Acará e Concórdia do Pará estão de mãos dadas para acabar com o lixão a céu aberto. Pela segunda vez, as autoridades se reuniram na última quarta-feira (18), na prefeitura, em Tomé-Açu, para debater sobre a criação do Consórcio do Resíduo Sólido, cujo objetivo é angariar recursos para a criação do Aterro Sanitário. De acordo com a política nacional dos resíduos sólidos, conforme a lei 12.305/2010, os municípios com população abaixo de 100 mil habitantes devem se adequar ao Aterro Sanitário e acabar com o lixão a céu aberto até 31 de julho de 2020, caso contrário, serão penalizados com o bloqueio de recursos federais. O Ministério das Cidades orienta para que os municípios se juntem para criação o Consórcio de Aterro Sanitário, já que o projeto tem um custo muito alto. Essas são as primeiras discussões; e ainda haverá audiências públicas sobre o assunto em cada município a partir do segundo semestre deste ano. As autoridades voltam a debater sobre o assunto no mês de maio. Tomé-Açu foi representado pelo vice-prefeito Charles Saraiva; Ranieri Lima, secretário de meio ambiente; além do chefe do departamento de limpeza pública, Myruca Ferreira.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade